o que nem sempre é dito, mas deveria ser

Por acaso, deparei com o vídeo do consumidor insultado pela Brastemp hoje no youtube (veja: http://youtu.be/riOvEe0wqUQ). Eu também já tive a oportunidade de constatar que a marca não é nenhuma Brastemp, pois apesar de valorizada, seus produtos não têm qualidade melhor do que os de qualquer outra marca (muitas vezes, são até piores). Mas o que me chama a atenção é outra coisa: o desprezo pelo consumidor, coisa comum nesse país.

Tenho dezenas, talvez centenas até, de histórias sobre o assunto. Mas o que quero ressaltar é que me dá a impressão de que, em termos de relações de consumo, vivemos no tempo das diligências: acontece de tudo, parece um filme de faroeste. Empresas cobram por serviços que não prestaram, fornecedores querem impor a todo o custo ônus exagerados aos clientes… Enfim, é um vale-tudo. Normalmente não vejo qualquer indício de uma relação civilizada em que se contrata um serviço por um preço determinado. A sensação que tenho é que tentam arrancar dinheiro do consumidor a qualquer custo, muitas vezes recorrendo a extorsão pura e simples com a ameaça de levar o nome dele às listas de maus pagadores.

Estressante demais viver nesse rodamoinho. Por isso, a maioria das pessoas simplesmente desiste de procurar valer seus direitos. É muito dispêndio de tempo e de energia. Perde-se dias na fila do Procon por causa de uma cobrança indevida de uma operadora de telefonia, por exemplo. Depois de um ou dois meses, quando se faz uma audiência de conciliação, a empresa simplesmente dá uma resposta atravessada, inventando que o consumidor ultrapassou o limite de franquia ou coisa parecida… Para levar adiante na Justiça, é mais desgastante ainda.

Por isso, dous os parabéns ao Oswaldo Boreli, que colocou a Brastemp numa fria por se recusar a resolver o problema com a sua geladeira. Depois que o seu caso ganhou repercussão nas redes sociais, a empresa entrou em contato com ele e resolveu, finalmente, o problema. Outros consumidores se inspiraram no exemplo dele e já estão adotando os mesmos procedimentos.

Aliás, queria registrar que uma vez tive um problema com um microondas da Brastemp há algum tempo. Quando reclamei no serviço de atendimento ao cliente deles, fizeram meu cadastro. Não resolveram meu problema, mas um mês depois recebi uma proposta de leasing do purificador de água deles, que nunca me interessou por ser absurdamente caro. Tempos depois, soube que uma amiga chegou a contratar o purificador de água, mas se arrependeu amargamente por inúmeros motivos (desde falta de qualidade do purificador até problemas com o atendimento e a cobrança).

Anúncios

Comentários em: "Não é nenhuma Brastemp" (1)

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Silvia Kochen, Silvia Kochen. Silvia Kochen said: Não é nenhuma Brastemp http://wp.me/p176Bk-6a […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: