o que nem sempre é dito, mas deveria ser

Classe média? O que é isso? É um dos debates estilo sexo dos anjos entre os sociólogos. Mas há algumas caracterizações. Classe média não é nem proletária nem capitalista, fica na média. Algo como trabalhador de colarinho branco – burocratas, trabalhadores com diplomata universitário em geral –, que não é miserável como os operários (antigamente eles tinham salário de fome) nem rico como os donos de empresas. Nesse saco de gatos cabe praticamente de tudo: desde professores, funcionários mais graduados de empresas particulares, profissionais liberais etc.

Aqui no Brasil, essa classe média surgiu há pouco tempo. Até os anos 70, praticamente só uma reduzida elite conseguia chegar à Universidade. Ao se formar, essa elite ia trabalhar nas empresas da família ou das famílias dos amigos. Desde então, os humildes foram ganhando acesso ao curso superior, e a empregos mais valorizados socialmente (só socialmente, porque a remuneração para essas funções foi caindo enquanto os operários atuais são muito qualificados e ganham razoavelmente bem).

Se olharmos hoje essa dita classe média, a maioria vem de famílias modestas e tem uma situação econômica que só não é mais instável porque a moeda hoje está estabilizada. É a primeira geração que trocou o colarinho azul pelo colarinho branco. Mas o curioso é que seus filhos não sabem disso. Acham que a classe média sempre existiu e que, à semelhança dos antigos monarcas que tinham direito divino ao trono, têm direito natural a privilégios. Aliás, eles nem veem os privilégios como tal, acham que o mundo sempre foi assim como eles o encontraram.

São esses filhos da classe média sem noção que acham que São Paulo é para os paulistas, como se eles fossem quatrocentões e seus trisavós fossem paulistas. Pensam que são muito inteligentes por ler revistas qualificadas como informativas e reclamar de tudo – coisa que eles chamam de crítica (ao estilo mais destrutiva do que construtiva). Também acham que o grande objetivo da vida é consumir uma lista mais ou menos padrão de itens: roupas de grife, viagens, carro, casa própria etc. O irônico é que eles tiveram acesso a esses itens porque eles se massificaram (e, portanto, ficaram mais baratos com a economia de escala), mas não querem que a massa tenha acesso a esses itens.

Parece que a característica mais marcante atualmente dessa classe média brasileira é fugir do seu passado. Querem apagar as marcas que os ligam às classes populares. Buscam parecer com a elite. Eles tem é uma crise de identidade.

Anúncios

Comentários em: "Essa tal de classe média" (1)

  1. (filhos da classe média) “querem apagar as marcas que os ligam às classes populares. Buscam parecer com a elite. Eles tem é uma crise de identidade.” Perfeita definição.

    Crise de identidade e até de ideologia – não à toa que Marina Silva teve muitos votos provenientes deste setor, afinal era uma candidata também confusa ideologicamente ( como boa parte dos quadros do PV) e falava do “meio ambiente”. O problema é abrir mão de certos confortos e comodidades em prol da causa ambiental como Marina fez em seu passado, mas essa é outra (polêmica) discussão.

    Estes filhos de classe média não pegaram os anos de chumbo, não passaram pelas crises em meados dos anos 80, Guerra Fria e não se lembram da insanidade cometida por Collor no confisco da poupança. O país vem caminhando com certa “estabilidade” há algum tempo e boa parte dessa turminha cresceu repleta de mimos e inseridas em um mundo globalizado que ensina apenas a consumir, consumir e consumir para ser alguém. E se destacar do “povão” e chegar mais perto “dazelite”.

    E, de repente, aparece o filho do caseiro frequentando o mesmo shopping, comentando as séries made in USA e, pasme, pensando em fazer faculdade! Que absurdo, não? rs

    Abs! Muito bom o seu texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: