o que nem sempre é dito, mas deveria ser

A ópera bufa

Dizem que a história se repete. Na primeira vez, é uma tragédia. Na segunda, uma ópera bufa. 

Para quem não sabe, em 1998, disputavam o governo de São Paulo Maluf, Covas, Francisco Rossi e Marta Suplicy, entre outros candidatos. Maluf sempre teve um eleitorado fiel em São Paulo, que lhe garantiria o segundo turno, e o maior índice de rejeição entre a população. A outra vaga para o segundo turno estava indefinida entre os três candidatos citados acima. Francisco Rossi, evangélico e ex-prefeito de Osasco, também tinha grande rejeição e em 2010 teve sua candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa. Covas foi um político que conquistou grandes realizações em São Paulo, mas a mania de se empoleirar em cima do muro rendia muitas críticas ao tucano. Marta parecia ser a que tinha mais chances.

Mas os tucanos jogaram com a desinformação. Naquela época, a legislação proibia a divulgação de pesquisas nos dias que antecediam o pleito. Assim, os tucanos espalharam o boato de que Rossi estava palmo a palmo com Covas. Muita gente deixou de votar em Marta, então, para não ter de encarar “a escolha de Sofia”: o segundo turno entre Maluf e Rossi. As urnas revelaram que era mentira, só Marta e Covas estavam emparelhados. O tucano venceu Maluf no segundo turno. Pouco depois, Covas anunciaria que estava com um câncer em estágio terminal e que isso provavelmente o impediria de cumprir seu mandato até o final (ele morreu no início de 2001).

Por que relembro a história acima? Para ilustrar uma tática típica do tucanato, que se repete nessas eleições: jogar com a desinformação. Ficam repetindo afirmações genéricas, como a “corrupção do governo Lula”, a “competência do candidato Serra”…  Plantam boatos, só que desta vez mais agressivos. Como é reprise, tem todo o clima de ópera bufa com a entrada em cena da bolinha de papel. Vale lembrar que tucanos agora buscam impedir a divulgação dos resultados de pesquisas às vésperas da votação justamente para tentar repetir o feito.

A lição que fica é que sem informação de qualidade, não se tem democracia. Povo desinformado é povo enganado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: